Depoimento RTS - Caroline Vendrame

- by Dhin Akari


Aspectos trabalhados: Crenças negativas sobre dinheiro vindas da educação cristã, insegurança, baixa autoconfiança, medo da solidão, medo da independência e do crescimento pessoal.


"Dhin!
É com muito prazer e satisfação que volto a lhe escrever , assim como prometido.
Passaram- se algumas semanas das sessões que fizemos, e vim aqui pra contar os resultados.


Quanto as crenças sobre dinheiro (enfoque da primeira sessão): A mudança é suave e gradual. Já não sinto mais tristeza em pagar as contas (o que emitia a vibração de escassez), as coisas acontecem com mais facilidade no âmbito financeiro (ufa! rssss). 


Quanto à segunda sessão, as mudanças também ocorrem de forma gradual, mas são absurdamente notáveis! Com o passar dos dias, fui tomada de tranquilidade. Conforme as coisas vão ocorrendo, me percebo muito mais racional e nada mais dependente de ninguém. 
As programações novas fizeram o medo de ficar sozinha e desamparada sumir, meu relacionamento tem sido cada dia melhor, acabo levando tudo com mais leveza, não sinto mais dor (dor física e emocional) que sentia quando me despedia das pessoas ou estava sozinha, me sinto muito mais segura e independente pra levar a vida ...E muito mais feliz.

É difícil exprimir em palavras tudo que vivo e sinto depois de passar pela RTS, mas posso dizer que a alegria de viver uma vida tranquila (o que não tinha antes) é ímpar, sem tamanho e impagável.
Confesso que estou muito​, muito satisfeita com os resultados que vejo a cada dia! A RTS está sendo um divisor de águas na minha vida... e acredito que não pare por aí, até por que a cada dia as mudanças aparecem de diferentes formas e em diferentes situações , quase que diariamente ..."

Caroline Vendrame
caro.vendrame@live.com 

*A cliente autorizou sua identificação*

____________________________________________________

Caroline é uma pessoa que já tinha método para identificar em si e trabalhar as crenças que tinha sobre dinheiro e outras dificuldades. Entretanto todos nós chegamos sempre a uma "parede" no caminho do autoconhecimento. Por mais munido que um sujeito seja de técnicas, em algum momento ele precisará de outra pessoa para destravar processos que sozinho não se consegue.

Há algo muito comum em todas as pessoas que é herança transgeracional. Como o próprio nome diz, é aquilo que recebemos da nossa família em todos os níveis dessa vida: biológico, emocional, mental, cultural, material... Dessa forma recebemos dos familiares suas crenças e emoções sobre o dinheiro. Crescemos vendo a forma como eles lidam e administram bens e isso imprime em nós todos um modelo de como agir-sentir quando estivermos na mesma situação. Se você for uma pessoa que não olha pra dentro, não percebe as influências que recebeu, certamente passará os mesmos modelos - atualizados pela sua vida - para a vida dos seus filhos que os atualizarão e passarão adiante e assim sucessivamente. É lamentável se dar conta do quanto esse processo transgeracional se perpetua no tempo e no espaço. É por causa dele que muitas pessoas se julgam superiores às outras (ou outros grupos de pessoas) ou ao contrário, se sentem inferiores a alguém. 

Tudo nos é ensinado em vários níveis de linguagem: Educacional, cultural, inconsciente, comportamental, etc.

Quando você se propõem a se conhecer, mergulhar mesmo dentro de si,compreender a origem histórica de cada característica que te constrói, sentir suas dores na intensidade que elas possam ter para poder de fato superá-las, você está melhorando não só a si, não só a vida de quem existe na Terra ao mesmo tempo, mas à todas as pessoas que virão adiante. Tendo elas vínculo sanguíneo com você ou não. 

Perceba o quanto somos responsáveis por nós e pelos outros o tempo todo, a cada ato.

É comum que as pessoas tenham os seus problemas calcados nos problemas da sua família, sejam eles associados ao dinheiro, a relacionamentos, às dificuldades emocionais ou qualquer outra. 

Não é porque as pessoas têm dinheiro, status, aparência e idade de adulto que elas são de fato, adultos. A grande maioria das pessoas vive sem dar um passo muito distante da sua origem. Quero dizer que se as pessoas que criaram você tem dificuldades, por exemplo, nas relações sociais, você provavelmente terá também ou vai conseguir se diferenciar bem pouco deste modelo de conduta que absorveu. O medo de crescer, de ter um relacionamento amoroso bom e saudável pode vir disso em muitos casos (falo isso por que é comum chegarem esses pedidos para atendimento RTS). Esse é o medo de CRESCER que as pessoas têm.

Mas vocês sabem... poucas pessoas têm a oportunidade de mudar a sua realidade e o caminho a que ela está pré-destinada. Outras pessoas, como a Caroline Vendrame, têm a oportunidade e a agarram.

Obrigado à ela por este fabuloso depoimento!

Quem quiser aproveitar também a RTS e outros serviços que ofereço, CLIQUE AQUI.



FATOR 
QUÂNTICO

Sobre o Autor

Escreva a descrição de administração aqui ..

© 2013 Fator Quântico. WP Theme-junkie converted by BloggerTheme9