Depoimento - RTS - Marcelo Menezes

- by Dhin Akari

Conflitos trabalhados: Imaturidade em alguns aspectos da personalidade, autoconhecimento e outros.


"Muito obrigado Din, essa última sessão foi particularmente interessante para mim. Gostei muito de tuas análises e dos relatórios, pois para mim soou não como verdades ditas, pois as verdades para mim atualmente, nada mais são do que crenças que se cristalizam em idéias ortodoxas. Soaram muito mais como algo libertador para meu espírito, pareciam coisas que precisava conhecer somente para mim, para que pudesse me apaziguar em minha alma.

Com certeza, quanto mais caminho no conhecimento da Psicologia, me encaminho para o conhecimento de outros campos como o da Física Quântica, o qual penso hoje em articular com conhecimentos metafísicos e filosóficos já existentes sobre a consciência para progredir meus estudos. O atual e já caquético paradigma positivista que acaba por limitar o nosso conhecimento do universo nunca conseguiu se sustentar muito bem dentro da ciência psicológica, pois a lacuna estava justamente nos conhecimentos ditos espiritualistas, os quais foram renegados e rebaixados como conhecimentos de menor escalão, mas que a Física Quântica vem também denunciar essa arbitrariedade. Hoje meus estudos se direcionam por essas veredas, pois a realidade é Consciência e a Psicologia não pode mais negar isso na defesa de uma ortodoxia sem sentido imposta pelo materialismo positivista. Quem vê não são os olhos nem o cérebro, mas quem o manipula e o intenciona, a Consciência.

Cheguei até você por essas vias, as quais não acredito ser mero acaso ou coincidências, mas ponto de um percurso em que não é mais intencionado apenas por minha vontade egóica, mas por uma intenção mais complexa. Muito gratificantes as sessões que tive contigo de RTS, não por apontarem para um autoconhecimento, mas sim por transcenderem o conhecimento de meu ego me apontando a real realidade de meu ser. Isso não tem preço nem métrica.

Para mim como profissional da Psicologia, a qual antes de ser um conhecimento científico propriamente dito era denominada de o "estudo da alma", é imprescindível levar em consideração que a realidade é muito maior do que conseguimos perceber, e reduzí-la aos limites do nosso próprio ego é um orgulho que o ser humano não pode mais sustentar. Essa é a nossa real crise que se revela por todos os problemas e mediocridades que caracterizam a atualidade e as formas de vida possíveis, é a crise do nosso narcisismo, pois a realidade não se conforma ao que nós desejamos, pois somos grandiosos nas profundezas de nosso ser e essa sempre foi a nossa realidade, o sentido de nossas existências.
Desde já lhe agradeço e no futuro, com certeza, voltarei para outras sessões."

Marcelo Menezes - Psicólogo


____

Comentário do terapeuta:

Quando o Marcelo me procurou já se apresentando como Psicólogo, logo uma bandeira se levantou para mim. Pensei: "Bah, aí vem um cientista pseudocético fazer minhas sessões para depois negar os resultados, me atacar e tentar desqualificar meu trabalho!"
Mas esse pensamento só mostra o quanto eu mesmo ainda duvido da minha capacidade, infelizmente. O fato dos resultados da RTS serem tão relativos e imprevisíveis, não me permite ter e dar garantias ao cliente. Isso possivelmente abriria brecha para o Marcelo denegrir o meu trabalho parapsicológico, porém foi exatamente o contrário.

Marcelo não é o único profissional de nível superior que fez algum tratamento comigo e comprovou nitidamente os resultados. Mas como este trabalho com a RTS atua principalmente no plano das ideias (modificando-as), ninguém melhor do que um psicólogo, que é o profissional que tem os processos mentais como objeto de estudo, para dar força e legitimar os resultados através de depoimento público.

O que eu percebo como resistência no campo da ciência para a comprovação desses fenômenos é a tradição positivista, materialista, cartesiana que as Universidades propõem para estudar o Homem, o Universo, a Realidade que são absolutamente multidimensionais e, portanto, dotados de lógica não linear.

Os estudos científicos, além de existirem em sua maioria para a preservação das "verdades" convenientes para as elites globais, preservam e promovem essa visão reducionista das coisas.

A (pseudo-) ciência se vale de uma lógica linear  monocular para entender a realidade que é multifacetada. A psicologia também é afetada por esse câncer pseudocientífico não permitindo que o ser humano seja estudado de maneira mais holística e se submetendo a esta visão caquética do positivismo.

Certa vez, eu mesmo assisti à palestra de um Psicólogo Psicanalista que trabalhava com Hipnose. Ele relatou que durante as regressões sob hipnose de um cliente seu, este se viu como um dinossauro em vida passada. A explicação que ele deu para isto foi completamente ingênua, não lembro ao certo qual foi, mas ele referiu que o inconsciente funde algumas informações da pessoa com elementos históricos. Ora, é claro que o inconsciente funde informações mesmo, mas veja como a interpretação dos falsos cientistas é tendenciosa: eles regridem uma pessoa pela hipnose até a vida intra-uterina, e até aí tudo bem, aceitam numa boa o que a pessoa disser. Porém quando a pessoa vai em fases anteriores à vida intra-uterina (vida astral, vidas passadas, etc) aí simplesmente descartam as informações e usam qualquer justificativa dentro de suas teorias para explicar o fenômeno. Ou seja, cortam a realidade dos fatos para enquadrá-los dentro de suas explicações (crenças, dogmas religiosos e pseudocientíficos) e dane-se a lógica! "Não sabemos o que pensar sobre isso".

É evidente que os nossos acadêmicos estão negando (até para si mesmos) que a nossa consciência não tem uma existência meramente corpórea. Negam que ela viaja pelo tempo, pelas dimensões e universos preservando sua memória. A vida no corpo não é tudo. Nós não somos os "macacos evoluídos" que nascem, crescem, trabalham e morrem que querem nos fazer acreditar. Nem morremos para renascer depois, para pagar dívidas, fazer resgates, carmas... Você precisa contestar todas as afirmações.

O que as religiões e a pseudociência (que é uma forma de religião) pretendem é que tomemos seus dogmas como verdade central e pensemos a realidade a partir deles. São crenças e crenças não precisam de provas para serem aceitas pelos sujeitos, principalmente para os sujeitos alienados. Para quem precisa acreditar em algo para lograr respostas, qualquer ideologia serve. A pseudociência é uma forma de religião.

Para aqueles que optam por pensar de verdade, as experiências pessoais, a dúvida constante, a busca interior e principalmente uma postura científica para desbravar a realidade, são fundamentais.

Esse assunto é longo e reiteradamente sempre será debatido nos domínios Fator Quântico na internet.

E para encerrar, deve ficar claro que os tratamentos médicos, psicológicos e psiquiátricos não podem ser abandonados. Embora se façam as críticas às ciências, é preciso reconhecer o seu valor.

A RTS não substitui nenhum tratamento convencional, pelo contrário, eu mesmo recomendo em alguns casos os tratamentos médicos e psicológicos. Eles são fundamentais e podem salvar você da destruição.

Para ter você mesmo suas experiências pessoais com a RTS, clique neste link.

Aguardo pelo seu contato!

Din

REMODELAÇÃO 
TELEPÁTICA DO
SUBCONSCIENTE
A mudança da realidade pessoal comandada pela Centelha Divina.

Sobre o Autor

Escreva a descrição de administração aqui ..

© 2013 Fator Quântico. WP Theme-junkie converted by BloggerTheme9