Destaque

Depoimento RTS - Caroline Vendrame

Entrevista com o Respiradoriano

- by Clauden Eye


    Caros leitores do Blog Fator Quântico, trago a vocês um entrevista muito esclarecedora com o "dono da casa", o Sr. Dhin Akari. Como alguns devem saber, ele passou recentemente pelo processo dos 21 dias e é hoje um praniano, ou seja, vive de luz e não necessita mais de alimentos sólidos para não bater as botas. Enquanto esperamos pelo diário sobre o processo, que o mesmo está retocando, temos aqui um tiragosto: Perguntas e respostas sobre dúvidas que todos os interessados na área devem ter. Espero que gostem!


    • Clauden Eye: Muy bien! Listo, podemos começar?
      Dhin: Listo. Podemos! hehe
      Boua noitche braziu
      é um prazer estar aqui

       Haha pelo visto estás cheio de energia! Que bom! Vamos tentar fazer algo produtivo que venha a ajudar muitas pessoas que se interessam pelo tema. Vamos começar com uma pequeña  apresentação, se, por ventura, algum leitor não te conhecer?
      Por exemplo, nome (ou pseudônimo), ocupação e um pouco da tua trajetória até aqui? 
      Ótimo. Eu não uso meu nome verdadeiro de maneira pública na internet por causa da minha profissão e tal. Prefiro ser discreto, embora muita gente leitora do blog já me conheça, já saiba minha identidade por que foi atendida por mim na RTS. Opto por me apresentar como "Dhin".
      Eu estudo ciências humanas, trabalho com pesquisa na vida "real" e agora também atuo
       como terapeuta alternativo. Fiz alguns cursos e iniciações e sistematizei meu método próprio de cura que chamo, provisoriamente, de RTS (Clique aqui para conhecer).
      Minha trajetória até aqui é parecida com a de muita gente que chega nos domínios Fator Quântico na rede. Eu fui espírita e desde o início da minha adolescência tive essa inclinação para o pensamento metafísico de questionar quem somos todos nós, de onde viemos pra onde vamos.. etc.
      Até que cheguei no SQG feito pelo Bruno G. de Moraes e aí as coisas se ampliaram mais ainda. Mas objetivamente sobre Respiratorianismo, viver de luz eu já conhecia desde muito antes. Hoje tenho 23 anos, mas fiquei sabendo dessa possibilidade aos 13. Eu estava em casa vendo tv com minha mãe à noite quando assistimos à Evelyn Levi Torrence no programa do Jô. Essa entrevista dela é um clássico aqui no Brasil pra quem pesquisa o assunto.
      Desde a primeira vez que eu vi esse assunto, e eu lembro muito bem disso acontecendo, eu pensei "um dia eu vou fazer isso!". Pois bem, cá estou! Hahahahah 
            
      Bastante interessante e impressionante tu teres conseguido um objetivo tão grandioso com apenas 23 anos! Houve apoio familiar na tua caminhada? Ou tu eres uma "ovelha desgarrada"?
      Foi uma baita empreitada, tchê... Eu passei o ano de 2013 todo planejando uma viagem para a cidade de Canela, aqui no Rio Grande do Sul, pra fazer os 21 dias lá.
      Em casa eu só dizia que ia viajar pra aproveitar minhas férias da faculdade e do trabalho. Não dei detalhes do que aconteceria. Apenas avisei que eu ia voltar mais magro da viagem e também que comeria "um pouco menos" depois que voltasse.
      Mas até parece que eles gravariam essas informações né? ¬¬
      Então não tive apoio deles, por que nem sabiam e sequer entenderiam se eu explicasse. Não estou subestimando a capacidade deles de entenderem as coisas, mas eles são evangélicos, acreditam em telejornal, em Jesus, em fazer as várias refeições do dia pra se manter... etc, etc...
      Entendo. De todas as formas, tu foi atrás e fez o processo. Quando tu decidistes "Agora eu vou ser praniano e ninguém me segura"? Como foi o planejamento e a preparação? Houve uma dieta especial, meditação, leituras ou algo mais que te ajudou?
      Ah, com certeza. A decisão fatídica (rsrsrs) acho que foi lá mesmo quando eu tinha 13 anos. Por que desde aquela época eu lia muito sobre parapsicologia, metafísica. Acho que nessa época eu era católico até, e aí aos 14 anos eu entrei num site espírita e fiquei muito envolvido pela doutrina (que anos depois eu descobri que é algo aparentemente bom, mas perigoso). Aí, em 2012 conheci o Bruno pessoalmente para fazer o SQG. Passei uns 4 dias quase inteiros junto com ele e comprovei que ele vive de luz.
      Ele apenas bebia líquidos o dia inteiro e por mais calóricos que os líquidos fossem, não seriam suficientes para manter uma pessoa plenamente lúcida, disposta, vigorosa dias inteiros como eu vi no caso dele. Eu já não duvidava muito de que era possível viver de luz, já estava há alguns anos sem comer carne, depois sem comer galinha, apenas beliscando pescados...
      O que me faltava era um local distante da família para fazer os 21 dias. Teria que ser distante da família por que com ela por perto seria muito estressante e qualquer fraqueza que eu sentisse, e eu senti, já seria motivo de alvoroço deles, além de preocupa-los com a perda de peso que acontece nos primeiros dias. Para me preparar psicologicamente e entender o processo eu li o livro Viver de luz da Jasmuheen, conversei com pessoas que já tinham passado pelo processo li diários dessas pessoas, vi documentários.. enfim... me aparatei de toda a "teoria". E digo que isso é fundamental, pois há riscos em fazer o processo sem preparação. Recebo e-mails de pessoas que ficam sabendo num dia do processo e no outro já decidem iniciá-lo. Isso é um risco enorme! Não se deve fazer nada sem se planejar antes, ainda mais algo que vai mexer com seu corpo, com sua saúde, com sua vida. Não são só os 21 dias, é o resto de sua vida que vai mudar.
      Então, em 2013 eu me planejei. Combinei com um amigo, ele aqui no blog é conhecido como Reptile, e começamos o processo juntos em janeiro de 2014. Aliás, em 2013 eu deixei toda aquela história de que não comeria mais isso ou aquilo para traz e comi muito! Hahahaha para me despedir.

      De hecho, muita gente pode encarar o processo como um "oba oba eu também quero" sem pensar que correm risco, que não é tão simples assim... Mas, voltando ao assunto, tu não seguistes as dicas da Jasmuheen, como cortar todo tipo de alimento de origem animal ao menos um ano antes? Este ano de "despedida" da comida não tornou mais difícil o processo?
      De jeito nenhum. O que eu acho é que a Jasmuheen assim como várias pessoas que pesquisam assuntos esotérios, espiritualistas, metafísicos, se deslumbram ao descobrirem algo extraordinário e aí acabam misturando isso com suas crenças espirituais/religiosas. A Jasmuheem mesmo é adepta da New Age, uma nova religião, mais sofisticada desenvolvida para prender as pessoas dessa nova era de aquário em que o mundo está agora. Ela é influenciada pelas entidades dessa religião, já que diz se comunicar com eles por telepatia, acho que ela é até canalizadora de alguns. O processo em si não é influenciado pelo que você comeu ou deixou de comer antes. Por isso não precisa criar uma série de rituais, mitos e crenças sobre como chegar aos 21 dias. O que você precisa de fato, segundo a minha experiência, é saúde física e mental. Não vá você usar drogas, beber, se chapar antes ou coisa parecida durante o processo. Eu diria até que diminuir a alimentação antes de começar os 21 dias é que deixa o processo pior, por que o corpo fica com menos energia e até que a alimentação prânica se ative no DNA você vai precisar da energia vinda dos alimentos, isso sim. Objetivamente o que o corpo precisa para a ativação da capacidade é não comer nada absolutamente durante os 21 dias. Não beber nada durante os 7 primeiros. É isso que vai ativar a capacidade. Se você é carnívoro, vegetariano ou qualquer "preparação" que faça antes, é indiferente. O que ativa a capacidade é a abstinência de comida.
      Então eu recomendo que se coma muito antes de começar o processo. rsrsrsr... Mas é claro, essa é a minha experiência pessoal. Tudo que falo aqui é baseado nela e cada pessoa que use o seu discernimento para o seu processo. O que acho fundamental é que com antecedência a pessoa aumente de peso, ganhe massa muscular, por que veja só, eu sempre fui magro, comecei o processo pesando 65 kg, e eu tenho 1.77m de altura. Dá pra ver que eu sou magro.
      No processo eu perdi 8kg! fiquei muito magro, muito mais do que já era. Se eu tivesse malhado bastante, cultivado músculos no ano anterior como eu disse que faria e não fiz por que só enrolei, rsrsr... não teria ficado tão magro assim.
      Então recomendo a todo mundo que ganhe massa antes do processo e que parem com essas histórias de "não pode comer isso ou aquilo". Isso é desinformação, do meu ponto de vista. Não faz diferença já que depois não precisará de nada para comer mesmo.
      É como se você precisasse passar por uma cirurgia que não entende bem como acontece mas se prepara, procura o melhor médico, vai lá e faz. Pronto, volta pra casa curado. Não tem mistério. Todas as fantasias que você criou antes por medo, por mitos e por crenças que te fizeram adotar simplesmente perdem o sentido. Não tem razão nenhuma. Foi assim comigo.

      Muito interessante mesmo!! No seu diário, o Sr. Bruno também menciona não haver feito nenhuma dieta especial, conforme a recomendava a Jasmuheen. Agora, estas informações, de certa forma novas para quem estuda a "área", vieram unicamente de tua experiência ou também da supraconsciência? Mais, hoje em dia a supracitada autora recomenda um método gradual, no qual a pessoa vai se alimentando cada vez menos ao longo dos anos, de forma a correr menos riscos. Estaria ela, depois de ter escrito um livro tão importante para o despertar da humanidade, espalhando desinformações? Tu conheces algum caso de sucesso deste processo gradual, ou seja, alguém já se tornou praniano por este método do "pouco a pouco, ano a ano"? 
      É, o Bruno mesmo havia comido bastante carne vermelha no mesmo dia em que começou o processo. Isso é um tapa na cara de quem acredita no contrário. Rsrsrsrsr.... E a supraconsciência corroborou isso comigo, não lá durante os 21 dias, mas aqui em casa dias depois de ter terminado o processso. Por que lá na casa em que fiquei em Canela não havia comida, obviamente e ninguém me pressionava para comer. Mas quando cheguei aqui em casa a coisa mudou de figura. Minha família toda havia feito comidas especias para me esperarem já que estavam com saudade, pois passei uns 23 dias fora no total. Então na volta pra casa eu comi e depois fiquei culpado: "poxa, passei todos esses dias sem comer nada e agora comi tanto aqui com eles!" eu pensava. Pois fui meditar esperando ouvir uma bronca da Supraconsciência e para a minha surpresa ela foi muito "relax".
      Ela me disse claramente (depois dos 21 dias a conexão com a supraconsciência deu outro salto, a comunicação está muito melhor) algo do tipo: "Nem se estresse com a comida. Se está com vontade de comer, coma. Não há razão para ficar sofrendo. O que importa é a razão pela qual se come. Se come para, inconscientemente, afogar emoções, aí sim estará sendo patológico, negativo, entorpecente o uso de alimentos. Mas se for pelo prazer, que mal fará? Se comer de modo equilibrado para apenas se sentir feliz saboreando, por que isso lhe faria mal? O seu corpo agora não depende disso para viver e logo eliminará a matéria orgânica desnecessária. Relaxe, seja feliz."
      É claro que eu estou traduzindo em palavras o que a supraconsciência fala de maneira simbólica. Quem tem o contato claro com ela sabe que ela não fala exatamente dessa maneira, mas sintetizei aqui a ideia total que ela me passou naquela noite de meditação.
      De lá em diante não me importei mais em me dar o prazer de saborear nada. Principalemente por que eu gosto de estar com os amigos e todo mundo sabe que as situações sociais são permeadas pela alimentação. Então eu vou nos eventos e como. Como muito menos do que qualquer pessoa, e do que eu comia antes de ser respiratoriano, mas como.
      É uma tentativa minha também de me manter "camuflado" na sociedade, por que imaginem uma pessoa num evento qualquer sem comer nada? Óbvio que será enchovalhada pelas demais pessoas, por que é assim que funciona a cultura, se você não faz o que todo mundo faz... aguente as críticas.
      Se eu quisesse confrontar as pessoas com a minha capacidade de viver sem comer, tudo bem ir nos lugares e mostrar isso. É o que muita gente faz e eu admiro isso. Mas não foi o que escolhi pra mim. Pelo menos não agora. Talvez no futuro, não sei. Então, tu me perguntou também sobre a Jasmuheem recomendar que as pessoas vão parando de comer gradualmente. Eu acho isso arriscado. Não conheço ninguém que tenha feito isso. Mas o que me parece é que isso põe a saúde em jogo pelo seguinte: se o corpo da pessoa depende dos alimentos para ter os nutrientes, reduzir a ingestão deles vai diminuir a disponibilidade dos nutrientes para o metabolismo isso vai levar a fragilidades do sistema fisiológico (acho eu) e deixar a pessoa um pouco debilitada. É o que me parece. Fora que atualmente, na cultura atual do mundo, a magreza extrema é sinal de adoecimento além de estar fora do padrão de beleza "desejável" (a menos que seja uma pessoa com distorção da autoimagem, bulêmica, anoréxica) e se você for magro demais assim receberá muitas críticas, deboches, etc. Eu mesmo prefiro parecer "fortinho", é assim que me gosto mais e me sinto mais adequado à sociedade. hehehe...
                                                                                                 
      Aaapoizé, estas são implicações que quem planeja fazer o processo raramente considera! Realmente a aceitação social, por exemplo, de um vegetariano já é complicada, imagine de um praniano!!
      Nossa... nem me fala, cara. Não sei se tu lembra na época em que eu comecei a me tornar vegetariano, devo ter comentado contigo algo, mas era super complicado... e por mais bem resolvido que você seja, ouvir gracinhas sempre incomoda. Incomoda cada vez menos, mas incomoda. A gente quer se diferenciar da massa, mas é fato que somos parte dela e estamos atrelados culturalmente. Então sempre que você é tratado com diferença por não agir de acordo com a tradição, você sofre uma represália. Não estou dizendo que temos que sucumbir à tradição para não sofrer represálias, muito pelo contrário!!!! Rsrsrsr... Mas acho que a gente pode escolher brigar por umas coisas e se entregar pra outras se não fica muito chato viver... Prefiro não ser radical em nada. Nem 8, nem 80. Imagina, Clauden Eye, nós que somos gaúchos não comendo carne? Pois é... todo mundo avacalha. rsrsr 
       Hoje eu sigo evitando comer carne. Num churrasco mesmo, não adianta, não como. Mas se for um alimento que tenha carne misturada, tipo um carreteiro, um saduíche que tenha sei lá, um presunto... não me importo. Ainda mais pelo seguinte agora eu não como todo os dias como antes. Eu como tipo uma, duas, no máximo três vezes por semana! kkkkk Então quando eu como é tipo uma festa pra mim! Meu corpo faz uma festa por causa da sensação de prazer! rsrsrsrr...

      Realmente complicado, ser vegetariano é difícil, mas para gaúchos é MUITO difícil! rsss (eu, o entrevistador, sou vegetariano desde 2012 e lhes garanto que a pressão social é enorme!) Mas, voltado à ajuda da supra, foi ela que te deu o sinal verde: Pode ir fazer o processo! Ou a decisão foi apenas tua? Alguma entidade ajudou no processo?
      Ah, sim, claro. Acho que em agosto de 2013 mais ou menos eu meditei e perguntei à supra se eu deveria fazer o processo. Recebi aprovação dela, mas por via das dúvidas perguntei mais vezes depois.
      Todas com sinal verde. Rsrsr…
      Então, sobre ter ajuda de entidades, esse é um tema controvérso pra nós que somos iniciados do salto já que a gente sabe que por aqui tem mais entidades querendo atrapalhar do que ajudar.
      Mas parece que tive ajuda de seres extraterrestres... talvez uns familiares meus que estiveram por lá na casa em Canela durante os meus 21 dias! KkKkkk.... Mas sobre isso quero deixar para narrar com detalhes no meu diário dos 21 dias. Vou publicá-lo, mas ando sem tempo de continuar sua digitação... Basta as pessoas ficarem ligadas na página do Fator Quântico no facebook  que eu vou anunciar lá a publicação do mesmo.

      Esperamos ansiosos por este diário, Dhin! (ou, pelo menos, eu espero! hehehe) Mas bueno, e durante o processo? Houve alguma tentativa de sabotagem? Chegou um ponto em que tu esteves prestes a desistir ou mesmo chegou a temer pela tua segurança? Acredito que certamente houve inseguranças em algum ponto... como foi lidar com isso?
      Ótima essa pergunta cara, por que o que a gente pensa quando tá com fome (eu pensava quando sentia fome antes de começar o processo) que se não comer em breve começaria a me sentir mal, e me sentia. Se ficasse umas 5 horas sem comer, já tremia, tinha queda de pressão, nossa, várias coisas. Então lá, durante os 21 dias eu pensava que em algum momento eu sentiria tanta fome e tantaaaa sede que ia sentir a morte por perto.
      Para a minha surpresa, em nenhum momento senti isso.
      No primeiro dia apenas senti um pouco de fome, se bem me lembro (detalhes corretos no diário), nos demais sentia bastante sede mas é tudo muito suportável cara... nada desesperador. Em nenhum momento me senti em risco de vida. Foi fantástico. Sabotagem por seres escravistas ou seus agentes, não senti nenhuma. Muito pelo contrário também. Tive visões lindas lá, a Supraconsciencia se manifestava em mim e eu por várias, várias vezes chorava de alegria!
      Por semanas aqui em casa estive chorando de alegria também.
      Não tinha muita explicação. Uma sensação muito boa de autossuficiência, plenitude, soberania me invadia e a única saída era sentar e chorar. Não tem explicação. Uma amiga clarividente, a Dalila Favareto, havia me dito muito antes dos meus 21 dias que esse processo seria o meu "2º Salto" e olha, ela é boa mesmo! Acertou em cheio. Os benefícios de viver de luz são tantos que só chorando mesmo, de tanta felicidade. hehehe
      Estou mais feliz, meu humor está mais estável, me sinto mais racional, com mais saúde emocional, mais autocontrole... a sensação de liberdade de poder comer ou não comer então! Muuuaahh ha ha ha haaa!!! Essa é inenarrável!
      E a disposição? Vish... eu tenho tanta disposição física e mental que chega a ser chato! kkkkk Não me desligo nunca. Por exemplo, há dias em que eu acordo as 7 horas da manhã... saio (sem café da manhã, claro) para o meu estágio, passo a manhã toda nele, durante o meio dia faço alguma coisa que precise (não almoço) vou para a aula, passo a tarde nela e à noite trabalho.
      Venho para casa e ainda atendo clientes de RTS até depois da meia-noite.
      Imagina... tudo isso sem comer nada, sem esmorecer, sem sentir fome, mal sentindo cansaço.
      Aí eu quero dormir e não tenho sono. Pode? Depois de um dia cheio desses? Kkkkk... Mas é, gente e uma sensação de felicidade me acompanha. Eu nunca pensei que um dia me sentiria tão feliz, tão bem na minha vida. Juro pelas pessoas que mais amo.
      Minha saúde melhorou, minha pele...
      Em casa mesmo, quando cheguei dos 21 dias, minha mãe disse "nossa, tu está com uma cara ótima, está mais magro, mas consigo ver como tu tá bem!"
      Isso foi dito por outras várias pessoas da minha convivência também. Apesar da magreza todo mundo nota que você está bem, por que os olhos ficam mais brilhantes, o cabelo, a pele, os pêlos... Enfim cara... melhora tudo. Recomendo muito que todo mundo estude bem o processo, malhe bastante e ganhe muitos músculos antes e aí então o faça! Hahaha...
      Desejo que tenham o êxito que tive. Foi um divisor de águas na minha vida. Um segundo SQG pra mim.

      Excelente cara, agora sim que o povo vai sair fazendo o processo amanhã mesmo! haha Mas brincadeiras à parte, fico muito curioso em saber como foi que tu soubes que estava sendo alimentado de prana. Há um "botão" de liga/desliga que, de repente, estala e tu sente que já não precisa de comida? Ou a fome se esvai aos poucos? O Repitle, que fez o processo contigo, teve as mesmas reações?
      O Reptile teve um problema de saúde que começou antes do processo. Uns 15 dias antes e se agravou logo no primeiro dia. Como sabemos que pra começar o processo você precisa estar pleno de saúde ele resolveu desistir e me deu assistência apenas.
      Eu soube que estava sendo alimentado de prana logo no primeiro dia, por que "estalou" um botão de liga/desliga em mim Hehehehe... vou contar no diário como foi. Mas pra antecipar, eu estava com fome no primeiro dia e aí eu cochilei e os sintomas de fome sumiram (inclusive a sensação de fome) e nunca mais voltaram. Depois, meditando com a supra durante o processo ela me explicou que eu havia pré-ativado a capacidade no meu DNA já. Foi assim que ela me ensinou a pré-ativar a capacidade de Viver de Luz no DNA de quem eu quiser. Por isso eu lancei esse "serviço parapsicológico". Ao invés de como os respiratorianos dizem que a capacidade de viver de luz deles é ativada entre o 3 e 4 dias, a minha foi logo no primeiro, então eu praticamente não sofri tanto a abstinência de comida (tremedeira, queda de pressão, etc) A fome simplesmente some e você perde a necessidade de comer naturalmente. Apenas some essa necessidade de você, o que fica é uma fome psicológica, uma vontade de ter os sabores na boca, de sentir determinadas viscosidades passando pela garganta... é bem psicológico por que você vê que não é o corpo pedindo, é a mente, é o corpo emocional reclamando como uma criança mimada, já que essa é a função dele.

      Êita, tu acabastes de ganhar um futuro cliente com esta agora! hahaha A fome ser psicológica é amplamente retratada pelos pranianos, mas a questão é: tu conseguistes ganhar algum peso depois ou teu peso vai ser este "eternamente"? Te falta a força física? Perdestes mais peso ainda desde o processo?
      Então... o meu peso subiu por que eu como esporadicamente. O mais legal disso tudo é que o corpo fica mais inteligente e ele obedece ao que você pede racionalmente. Eu determinei ao meu corpo que ele voltasse ao peso original (65kg), sendo que voltei do processo bem abaixo ainda, com 60kg. Disse a ele que sempre que eu comesse era pra ele usar os alimentos para aumentar o meu peso novamente até a marca de 65 kg, que é o que tenho agora.
      Outro amigo meu que viveu de luz por 5 meses, o TiV, contou que ele ficou com o peso sempre abaixo após os 21 dias.
      Eu não queria isso, por isso fiz esses comandos ao meu corpo que respondeu tão rápido que as mesmas pessoas que me diziam que eu estava muito magro se impressionaram com a rapidez que eu voltei ao "estado normal" da minha aparência. Meu peso subiu os 5 quilos que eu queria em menos de 15 dias. Quando paro de comer e meu intestino está vazio o peso não baixa, segue nos 65 kg que determinei. Nosso corpo é inteligência pura, mano! ^^ Rssrsr 

      Muy bien Dhin, depois desta creio que esgotastes grande parte da minha curiosidade! Vou segurar a que resta para o diário! hehe Tu podes deixar um recado para as pessoas que estão estudando sobre viver de luz e que desejam algum dia passar pelos 21 dias? Que conselho tu darias para aqueles querem seguir teus passos e chegar lá? Meditação? Ioga? Academia? Salto todo dia? (rsss)
      Olha, essas tuas últimas sugestões eu recomendo todas. Meditação transcendental, ioga eu recomendo.
      Fazer o Salto com o Bruno para ter um contato com a supra, acho fundamental. Musculação, já que nos 21 dias perderá líquidos e com isso a massa muscular. Antes dos 21 dias, com um ano de antecedência, fazer academia para ter essa massa. Isso sem restrições alimentares, nenhuma. Se você é alguém que não tem distúrbio alimentar é o que recomendo por que é o que está calcado na minha experiência pessoal.
      Lá, durante os 21 dias, relaxar, repousar bastante, evitar coisas estressantes, contato com família muito próximo... ter alguém entendido do processo por perto para eventualmente fazer favores a você quando se sentir muito fraco... Eu recebi sessões de TRF da Patrícia Gomes (patriciagomes9@hotmail.com), ajudas da Dalila Favareto e sessões de biomagnetismo do GiovaneFranco também. Rsrsrsrsr (momento merchandising) Me ajudaram por que liberaram entraves do meu sistema que eu lá não teria como me dar conta e nem como removê-los sozinho. O meu processo dos 21 dias foi um periodo de recolhimento pra receber essas terapias e pra repensar toda a minha vida. De fato eu saí de lá novo, pronto para viver um novo paradigma, com o poder pessoal aumentado, com o contato com a supra melhorado, com um corpo mais eficiente e mais inteligente... eita, me emocionei aqui!!! Rsrsrsrsr
      Não tenho mais o que dizer, apenas que estudem o processo, não se atenham a crenças bobas, preparem-se com antecedência e se joguem!
      Obrigado Clauden Eye pela oportunidade de conversar sobre mais esse tema controverso hehehehe...

      Buenas, muito obrigado então, em nome de todos que leram! Sucesso aí rapá!

    Sobre o Autor

    Escreva a descrição de administração aqui ..

    © 2013 Fator Quântico. WP Theme-junkie converted by BloggerTheme9