Destaque

Mural de Retornos Positivos (Feedbacks)

Depoimento "T.D." - RTS

- by Dhin Akari

Aspectos trabalhados: não aceitação dos desejos sexuais, autocobrança por definição de identidade sexual, conflitos de sexualidade, dificuldades de autoaceitação e baixa autoestima.


"Din, 

Você consegue imaginar o que se passa na cabeça de uma criança que, em pouca idade, descobre que possui impulsos sexuais que não são aceitos? É possível uma pessoa desenvolver sua sexualidade e autoconfiança de forma sadia nesse contexto?

Cara, passei a minha infância, minha adolescência e boa parte da fase adulta negando o que sentia... sempre achei homens e mulheres bonitos, sempre apreciei olhar para o corpo de ambos, sempre senti tesão pelos dois. Em alguns casos mais por homens, outros mais por mulheres. 

Foi nos grupos de amizade que ouvi todo tipo de "merda" relacionada a sexualidade. Ouvi piadinhas e risadas sobre mim e direcionadas a alguns colegas, vi a exclusão de outros. Aiii de você se fizer algo suspeito...não tem perdão! rs...

Cresci me achando ser "algo que deu errado", cresci com baixa autoestima, desenvolvi ódio por mim mesmo, pelo meu corpo, insatisfação.

Educação sexual ou conversas sobre sexualidade? Não!! O mundo masculino é repleto de revistas e filmes pornográficos, aprendi sobre sexo e sexualidade dessa forma...nem dá pra considerar muito então.

Iniciei uma guerra interna pra tirar esse desejo ao masculino de mim, houve muita luta entre desejo e negação. O que consegui com isso? Nada!..rs... O desejo sempre se manteve, desenvolvi ansiedade em grau elevado e minha vida social e sexual deixaram de existir por um bom tempo...

Transei com Homem, transei com mulheres, já namorei com mulheres. Não tive problemas pra transar, sempre garanti desempenho!...rs...mas o desejo reprimido ao masculino me acompanhava como uma assombração...virou tortura! 

Vi a postagem "ENTREGUE-SE PARA O PRAZER" na sua página, então decidi fazer as sessões...principalmente pelo valor acessívelChega uma hora em que é preciso olhar para o monstro...

Somente na primeira sessão pude ficar em repouso e acordado. Senti muita energia fluindo em meu corpo, algumas dores na coxa esquerda e uma sensação muito boa de relaxamento. No outro dia levantei "bêbado" e adivinha? Com um "tesão" imenso! rs...Nada relacionado a alguém ou "figuras"...sentia tesão por mim mesmo. Algo natural e muito bom!!

Após as outras 2 sessões também senti o mesmo "tesão"...me sentia sexy e confiante! Tive algumas crises emocionais, sentimentos relacionados a tristeza que duraram algumas horas, mas passaram...que venha a 4ª sessão! rs...

Hoje sinto como se eu não tivesse problemas com minha sexualidade, não lembro muito das situações "tristes" que passei relacionadas a isso. Agora, não tem diferença ou incomodo pra mim desejar homens e/ou mulheres, apesar de ainda ter um pouco de "medo" das mulheres...rs...Tudo depende do sentir, gosto mesmo é de GENTE! Muita Sensação de liberdade!

Não se trata de sair "anunciando" definições e rótulos, se trata simplesmente de me respeitar acima de tudo, estar bem comigo mesmo, de estar alinhado ao que sinto, não a normas e regras da sociedade "normal" e doente.


Será que só eu tenho esse desejo? rs...


Muito obrigado pelo trabalho!!!
Abraço!

T.D."

Comentário do terapeuta: Em geral se pensa muito na repressão sexual que existe ao redor do mundo feminino. Porém os homens também sofrem as suas repressões no campo da sexualidade consequentes dos dogmas jaudaico-cristãos que regulamentam (ou regulamentavam) o comportamento humano na sociedade ocidental.

O cliente já tinha noção do funcionamento de sua sexualidade, mas não conseguia se aceitar para vivê-la plenamente. Foram desfeitas as programações que o travavam e impediam de ser feliz não só no campo da sexualidade, mas em todos os outros da vida, já que o conflito em uma área afeta todas as outras. Isso ocorre com qualquer pessoa, pois a divisão das áreas da vida (ou da alma) é meramente didática. O nosso ser é total, inteiro, indivisível e por isso a dificuldade em uma parte, impede a harmonia de todas as outras.

As programações de TD que o impediam de se desenvolver e ser feliz começaram a serem calcadas na infância pela família e logo depois na escola pelo bullying que sofreu. Os grupos sociais em que se vive na infância, ensinam à criança (implicitamente) como "devem" ser as relações humanas e é aí que mora o perigo. rs

Se os pais têm um relacionamento difícil, implicitamente os filhos aprendem que o jeito de se relacionar amorosamente é dificil. Se os amigos, pais, familiares tem dificuldades em entender a sua sexualidade e a sexualidade humana de um modo geral, estarão assim ensinando a criança a não entender a sua própria sexualidade. Sem generalizar, essa é mais ou menos a dinâmica da instalação dos conflitos de sexualidade e relacionamentos que são extremamente comuns na nossa sociedade, infelizmente. É por isso que ela é cheia de "machões" e "ladies", bonitos e felizes por fora, tristes e sozinhos por dentro.

Din


Enfrente você também os seus dragões! REMODELE-SE  para ser feliz sendo quem você realmente é.

Sobre o Autor

Escreva a descrição de administração aqui ..

© 2013 Fator Quântico. WP Theme-junkie converted by BloggerTheme9